Cibercrimes no topo da investigação em Lisboa

JUSTIÇA
Cibercrimes no topo da investigação em Lisboa

A cibercriminalidade e a violência doméstica foram os fenómenos criminais mais investigados em 2016 pelo Ministério Público (MP) da comarca de Lisboa, revela o relatório anual ontem divulgado. Ao todo, foram registados 3.493 inquéritos de cibercriminalidade, dos quais 167 resultaram em acusação e 3.225 em arquivamento. O MP da comarca de Lisboa investigou também 3.230 inquéritos relacionados com aviolência conjugal ou equiparada, sendo 2.767 contra homens e 463 contra mulheres. Dos 3.230 inquéritos instaurados, 2.025 foram arquivados e 439 resultaram em acusação.

O terceiro crime mais investigado pela comarca de Lisboa durante o ano passado foram os fiscais, tendo sido instaurados 1.347 inquéritos, dos quais 712 foram arquivados e 323 resultaram em acusação.

18/08/2017 23:00:50