Lei prevê compensar mulheres

Lei prevê compensar mulheres

Uma mulher que abdique da sua vida profissional para cuidar da casa e dos filhos "tem direito a ser compensada pelo marido, em caso de divórcio", disse ao CM Guilherme Figueiredo, bastonário da Ordem dos Advogados. Opinião corroborada por Manuela Paupério, presidente da Associação Sindi caldos Juizes Portugueses: "O problema é não haver muita gente a solicitar os créditos compensatórios."

O bastonário considerou, inclusive, que não é difícil fazer prova em tribunal, apesar de haver um caso em Portugal que se arrasta nos tribunais há mais de cinco anos por falta de elementos documentais. "Uma pessoa pode, através da prova testemunhal, mostrar que levava as crianças à escola, que as ajudava a estudar e que ainda tinha a seu cargo a lida da casa. E que se não fosse isso teria condições para progredir na carrei ra",sustenta o bastonário. Para estes responsáveis, quem abdicou da carreira "deixou de ter condições de ir para o mercado de trabalho, porque lhe falta experiência". T.O.

27/06/2017 18:29:36