Comarca encerra tribunal depois de detetada Covid-19

Comarca encerra tribunal depois de detetada Covid-19

Presidente indignado com Delegação de Saúde da Maia

pandemia O Tribunal da Maia foi encerrado por três dias, depois de ter sido detetado um caso positivo de Covid-19 entre os funcionários judiciais. A decisão de fechar foi tomada pelo juiz presidente da Comarca do Porto, José Rodrigues da Cunha, que critica a Delegação de Saúde da Maia, por nunca ter equacionado o encerramento e nunca estar contactável.

Foi no último sábado que uma funcionária, com cerca de 60 anos, de baixa desde o dia 16, soube que estava infetada com o novo coronavírus. Está em observação e sujeita a cuidados médicos.

De acordo com um comunicado de Rodrigues da Cunha, o tribunal informou no domingo, perto da meia-noite, a Delegação de Saúde da Maia da confirmação de um caso positivo.

Mas "aquando do contacto telefónico com a senhora delegada de Saúde, não foi equacionado em momento algum o fecho do tribunal", explica Rodrigues da Cunha, que também adianta ter sido "contactada a Delegação de Saúde da Maia para o número fornecido para o efeito, não tendo sido possível entrar em contacto com ninguém".

A confirmação do caso de novo coronavírus gerou alarme social entre os funcionários e no comunicado o presidente da comarca explica que "a situação foi comunicada à senhora delegada de Saúde da Maia, a quem foi também comunicada a lista com nome e contactos próximos da senhora oficial de Justiça, bem como dos contactos ocasionais".

As instalações do tribunal foram ontem alvo de uma desinfeção total e os funcionários têm indicações para monitorizarem eventuais sintomas. O Tribunal de Matosinhos assegura as diligências urgentes .

09/04/2020 13:46:36