Estou Aqui. Já é possível pedir a pulseira da PSP que serve para localizar crianças

Pais que querem a pulseira já a podem pedir e quem já tem pode atualizar informações.

As inscrições para o Estou Aqui, da PSP, estão abertas a partir de hoje, tanto para novas adesões como para atualizações de dados. Ativo desde 2012, é um projeto que pretende localizar mais facilmente criança que se afastam dos pais ou responsáveis.

Nuno Carocha, porta-voz nacional da PSP, explica que o responsável pela criança entre os dois e os dez anos procede ao registo na plataforma e desloca-se a uma esquadra para levantar a pulseira.

"Essa pulseira é pensada e desenhada para as crianças terem gosto e prazer em utilizá-la fica no pulso e, eventualmente, se acontecer que a criança se perca dos seus pais ou dos seus responsáveis, sendo encontrada por um qualquer adulto, basta ligar o número nacional de emergência, referenciar que tem uma criança consigo e dar o código que existe nessa pulseira", esclarece o intendente da PSP.

O objetivo é diminuir "a situação de desconforto e desorientação que pais experimentam quando deixam de ver as suas crianças e há uma diminuição do tempo de ação".

Além dos novos pedidos, os dados das crianças que já têm esta pulseira também têm de ser atualizados anualmente.

Nos últimos oito anos já foram distribuídas 375 mil pulseiras e houve apenas 14 casos de desaparecimentos em que foram ativadas.

Ao contrário do início do programa, agora o Estou Aqui é válido durante todo o ano.

02/07/2020 22:54:29