Cadeias de transmissão sem controlo

Médicos de Saúde Pública admitem que já não conseguem controlar as cadeias de transmissão do novo coronavírus nas Áreas Metropolitanas de Lisboa e Porto. Devido ao aumento do número de Casos de Covid-19, já há profissionais que têm mais de 500 contactos pendentes.

"Estamos alarmados e assoberbados de trabalho", confessa Gustavo Tato Borges, vice-presidente da Associação Nacional dos Médicos de Saúde Pública, em entrevista à RTP.

"É um acréscimo enorme de trabalho, que as unidades não têm recursos humanos para lidar com toda esta situação", confessa.

Ver aqui a entrevista

 

29/10/2020 01:15:18