Tribunais condenaram 59 pessoas por tráfico de influências e corrupção em 2019


 

Os tribunais portugueses condenaram 59 pessoas pelo crime de tráÆco
de inÇuências e corrupção em 2019,
a maioria concentrada em duas
comarcas do Porto e três em Lisboa,
indicam os últimos dados do site de
estatísticas da Justiça.
Os dados disponíveis indicam que,
em 2019, foram condenadas 59 pessoas por tráÆco de inÇuência e corrupção, menos 15 do que no ano anterior e menos 53 do que em 2017,
durante o qual foram aplicadas 112 condenações. GeograÆcamente, das
59 pessoas, 33 foram condenadas em
tribunais da comarca do Porto, dez
na de Porto Este, três na comarca de
Lisboa e outros três no Algarve.
552 investigações
Por estes dois crimes, há dois anos,
foram constituídos 60 arguidos, um
número que tem vindo a diminuir,
dado que, em 2018, foram 112, e em
2017, foram constituídas 171 pessoas.
Nos mesmos dados pode veriÆcar se que, em 2019, deram entrada na
Polícia Judiciária 552 processos por
corrupção para investigação.
As estatísticas de 2019 indicam ainda
que houve um aumento signiÆcativo
do número de condenados por crimes informáticos, que passou de 170,
em 2018, para 307, um ano depois.
Além do aumento de pessoas condenadas, veriÆcou-se também um
acréscimo do número de arguidos,
que passou de 402, em 2018, para
486, em 2019.

05/03/2021 03:49:03