Tribunal Europeu dos Direitos Humanos condena Estado português por atraso na justiça

O Tribunal Europeu dos Direitos Humanos condenou o Estado português a pagar 16.500 euros a um casal por causa de um processo de negligência médica.
O caso remonta a 1994. Os pais apresentaram queixa em tribunal alegando que houve negligência no parto, por parte do Hospital de São Marcos, em Braga, que lhe provocou na altura ao bebé uma deficiência de 100%.

O jovem acabou por morrer em 2017, já com 23 anos.

O Tribunal Europeu dos Direitos Humanos não dá como provada a negligência médica, mas entende que a justiça portuguesa não deu uma resposta suficientemente rápida para cumprir os requisitos decorrentes da obrigação processual imposta aos Estados.

Os pais pediam uma indemnização de dois milhões de euros.
Pode ver aqui

03/03/2021 17:09:04