Costa sobrepõe “contas certas” a acordo com esquerda para Orçamento



Com o papão do chumbo do Orçamento do Estado para 2022 (OE2022) agitado, o primeiro-ministro, António Costa, pôs-se em campo e prepara-se para levar ao Conselho de Ministros da próxima semana duas das matérias mais caras à esquerda: o SNS e a legislação laboral. As medidas ficam ainda distantes das reivindicações dos ex-parceiros da geringonça, mas dá mais um sinal de que há “humildade” – palavra repetida pelo Governo nos últimos dias – para negociar e chegar a compromissos em algumas matérias ainda antes da especialidade de forma a garantir a aprovação do documento a 27 de outubro na generalidade. Um cenário que o PS admite que “este ano vai ser muito, muito mais difícil”, revelou ao Jornal Económico fonte próxima ao processo.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor





09/12/2021 01:34:54