″Ticão″ regressa maior ao espaço de onde saiu por falta de segurança

Tribunal onde hoje só estão Carlos Alexandre e Ivo Rosa vai ter mais sete juízes e passar a funcionar no Campus de Justiça.

Tribunal onde hoje só estão Carlos Alexandre e Ivo Rosa vai ter mais sete juízes e passar a funcionar no Campus de Justiça.


O Tribunal Central de Instrução Criminal, onde estão colocados os juízes Carlos Alexandre e Ivo Rosa, vai sair das instalações da Polícia Judiciária, em Lisboa, e regressar ao Campus de Justiça da capital, de onde saíra, em janeiro de 2015, por falta de segurança. A mudança, no próximo dia 4 de janeiro, vai coincidir com a fusão do chamado "Ticão" com o Tribunal de Instrução Criminal (TIC) de Lisboa, a funcionar no Campus de Justiça há mais de uma década.

A mudança de instalações do "Ticão" para "três pisos de um edifício do Campus de Justiça" foi confirmada ao JN pelo Ministério da Justiça (MJ), liderado por Francisca Van Dunem. Na resposta, a tutela defende que o espaço "reúne as adequadas condições de segurança e de trabalhos para os profissionais forenses" que ali "exercem funções", "bem como as apropriadas condições de acesso e de conforto para o público em geral".

09/12/2021 01:55:48