Maioria dos serviços da Justiça afetados por problemas informáticos foi reposta, garante Ministério

A maioria dos serviços esta terça-feira de manhã afetados por problemas na infraestrutura tecnológica da Justiça foi reposta pouco depois das 13:30, informou o Ministério da Justiça (MJ). "As equipas do Instituto de Gestão Financeira e Equipamentos da Justiça (IGFEJ) continuam a trabalhar no sentido de reestabelecer o funcionamento da totalidade dos serviços", adianta uma nota do MJ, sem especificar o motivo da falha informática. Segundo disse esta terça-feira de manhã à agência Lusa fonte judicial, uma avaria dos sistemas informáticos CITIUS e SITAF, este último dos Tribunais Administrativos e Fiscais, afetou o funcionamento de diversos tribunais e departamentos do Ministério Público, de norte a sul do país. Palácio da Justiça de Lisboa, Tribunal da Relação de Coimbra, Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Santarém, e tribunais e serviços de justiça em Águeda, Anadia, Matosinhos, Maia, Figueira da Foz e Vila Nova de Gaia, entre outros, estiveram em baixo, o mesmo ocorrendo no Supremo Tribunal Administrativo (STA) devido a problemas no sistema informático do SITAF, que serve aqueles tribunais. Na altura, o MJ confirmou que "a meio da manhã desta terça-feira foram reportados problemas na infraestrutura tecnológica da Justiça" que estavam "a afetar momentaneamente a disponibilidade dos serviços", acrescentando que as equipas do IGFEJ estavam a trabalhar para "restabelecer o normal funcionamento do sistema e minorar o impacto nos serviços".

01/10/2022 02:53:52