Ordens e Lares

UMA SOCIEDADE AVALIA-SE PELA FORMA COMO TRATA OS SEUS IDOSOS

 

É evidente que o projecto do PS contra as Ordens Profissionais surgiu como reacção à intervenção da Ordem dos Médicos e da Ordem dos Advogados para protecção dos direitos das pessoas internadas nos lares de idosos.

Na altura, o Primeiro-ministro afirmou que as Ordens não existiam para fiscalizar o Estado e o Governo desvalorizou a situação nos lares, um dos seus maiores falhanços na gestão da pandemia. Agora soube-se que em Julho passado, no lar de Boliqueime, curiosamente um dos primeiros a registar um grande surto de Covid-19 em Portugal, uma idosa veio a morrer um mês depois de ser gravado um vídeo mostrando o seu corpo coberto de formigas, em virtude de infecções não tratadas. Funcionários do lar já declararam que não é caso único, mas infelizmente o Parlamento não parece achar o assunto relevante.

Era importante que, em lugar de se preocuparem em apresentar projectos de lei para atacar as únicas instituições que se preocuparam em defender os direitos dos idosos internados nos lares, os deputados interviessem rapidamente para assegurar a protecção desses idosos. Uma sociedade avalia-se pela forma como trata os seus idosos e neste momento Portugal merece nota muito negativa neste âmbito.

 

Luís Menezes Leitão, Bastonário da Ordem dos Advogados

06/02/2023 19:09:01