Dia Europeu da Vítima de Crime, em conjunto com as celebrações do Mês da Internet Mais Segura

Assinalando o Dia Europeu da Vítima de Crime, em conjunto com as celebrações do Mês da Internet Mais Segura, a APAV apresenta uma campanha de sensibilização acerca de burlas românticas online. Esta campanha foi desenvolvida mecenaticamente pela Agência McCann.


Esta campanha de sensibilização pretende aumentar a consciencialização acerca de uma das mais recentes formas de cibercriminalidade, que ocorre quando alguém se faz passar por outra pessoa online, criando uma ligação emocional e afetiva, recorrendo a essa relação pessoal para enganar a outra pessoa e obter dinheiro, informações pessoais ou outros benefícios do(a) parceiro(a) romântico(a) virtual.


Este tipo de fraude pode ocorrer em diferentes plataformas online, incluindo sites de encontros, redes sociais, aplicações de troca de mensagens e ainda jogos online, e são especialmente perigosas porque muitas vezes as vítimas se sentem emocionalmente envolvidas com a outra pessoa e acabam por mais facilmente partilhar informações pessoais e financeiras.


As campanhas de sensibilização podem ajudar a prevenir novas situações de vitimação ao capacitar o público para identificar as técnicas usadas nestas situações, bem como para relembrar a importância de tomar precauções de segurança online. Além disso, essas campanhas podem incentivar as vítimas a denunciar estes crimes às autoridades competentes e procurar ajuda para lidar com as consequências emocionais e financeiras da fraude.


Estas burlas românticas, também conhecidas como romance scams, são o tipo de criminalidade mais registada pela Linha Internet Segura — 100 contactos por parte de vítimas deste tipo de criminalidade, ao longo do ano de 2022. Este tipo de crime impacta a vítima não apenas financeiramente, mas também fortemente do ponto de vista emocional, pois muitas destas vítimas criam fortes laços românticos com estes cibercrimonosos/as, acabando por se sentirem traídas, deprimidas, e envergonhadas por terem sido enganadas.

 

Como funcionam as Burlas Românticas?


O primeiro contacto ocorre regra geral através de sites ou aplicações de encontros. No entanto, os burlões recorrem cada vez mais às redes sociais para fazer o primeiro contacto com a vítima, preferencialmente perfis de vítimas que estão públicos e que contêm muita informação pessoal.


Depois de enviarem o pedido de amizade, através de um perfil falso, e este ser aceite pela vítima, a pessoa, através do seu perfil falso, contacta a vítima por mensagem privada e tenta estabelecer uma relação de confiança com a mesma. Depois de estabelecida esta relação, é criada uma narrativa fictícia como forma de pedir dinheiro à vítima — seguindo-se o desaparecimento do perfil e, consequentemente, do/a suposto/a parceiro/ virtual.


Como conseguimos identificar uma Burla Romântica?


Embora as formas de operar destes/as cibercriminosos/as possa variar, existem certos elementos que são transversais neste tipo de esquemas:

  • A pessoa diz sempre que se encontra fisicamente distante, e existem sempre muitas dificuldades em encontrar-se presencialmente com a vítima;
  • O perfil desta pessoa parece sempre demasiado bom para ser verdade, para além de conter pouca informação sobre a pessoa em causa — e, quando tem, os interesses e hobbies são muito parecidos (se não idênticos) com os da vítima;
  • A relação tende a acontecer de uma forma muito apressada, e existe uma urgência por parte da outra pessoa para que as comunicações passem para plataformas de mensagem instantânea como Whatsapp;
  • As promessas de ir visitar a vítima são sempre quebradas. Até pode pedir à vítima que pague bilhetes de avião e alojamento, mas depois nunca aparece;
  • Solicita dinheiro à vítima sem nunca se terem conhecido presencialmente;
  • As transferências monetárias são sempre feitas por métodos específicos — transferências bancárias, cartões presente, ou é solicitado à vítima para criar contas bancárias para ela própria receber dinheiro, e depois transferir para outras contas — nestes casos a própria vítima poderá estar a facilitar esquemas de branqueamento de capitais, com o seu desconhecimento.


7 Dicas da Linha Internet Segura para evitar ser vítima de Burlas Românticas Online:


  1. Tenha atenção aos identificadores acima mencionados de que poderá estar a ser vítima de uma burla romântica;
  2. Avalie a sua presença online, reveja as definições de privacidade das suas redes sociais, e não partilhe demasiada informação da sua vida pessoal — lembre-se de que quanto mais informação sua estiver disponível online livremente, mais fácil é criar uma narrativa para ganhar a sua atenção e a sua confiança;
  3. Leve as suas relações online com calma, suspeite de pedidos de casamento ou mesmo demonstrações de amor, em fases muito precoces do seu contacto com alguém online. Sobretudo evite partilhar fotos ou vídeos íntimos, pois estes são muitas vezes utilizados como forma de extorsão quando a vítima nega o pagamento;
  4. Faça a sua própria investigação, tente avaliar o perfil da pessoa que o/a está a contactar e tente responder a estas perguntas: a pessoa tem muita informação no seu perfil?, tem muitos seguidores/as?, se pesquisar o nome do perfil no motor de busca da aplicação vão aparecer outros perfis com o mesmo nome ou com ligeiras variações do nome, mas as fotos de perfil são as mesmas?, se fizer uma pesquisa da foto de perfil da pessoa que me contacta, aquela foto vai aparecer associada ao nome de outras pessoas?;
  5. Se lhe forem feitos pedidos de ajuda monetária, encaminhe a pessoa para outros serviços que possam ajudar; se a pessoa estiver no estrangeiro, os consulados ou embaixadas saberão ajudar melhor a pessoa, principalmente se é alguém que acabou de conhecer;
  6. Pare de comunicar com a pessoa e denuncie junto da aplicação — ao fazê-lo estará a garantir que pelo menos aquele perfil não o/a voltará a contactar como a evitar que outras pessoas venham a interagir com o/a burlão;
  7. Caso tenha dúvidas relativamente à legitimidade da pessoa com quem está a falar online, peça ajuda a alguém da sua confiança ou entre em contacto com a Linha Internet Segura.


A Linha Internet Segura poderá ajudá-lo/a a perceber se se trata de uma burla e a proteger-se quando fala com alguém online que ainda não conhece presencialmente. A Linha Internet Segura está disponível através do número 800 21 90 90 (dias úteis entre as 8h e as 22h) ou do e-mail linhainternetsegura@apav.pt. O apoio é confidencial e gratuito.

APAV PT

https://apav.pt/apav_v3/index.php/pt/

 

 

13/07/2024 01:11:52