Portugal abaixo da média no cumprimento dos objetivos de desenvolvimento sustentável

Portugal surge na 20º posição num ranking europeu que avalia a qualidade de execução da Agenda 2030 das Nações Unidas. O quinto relatório elaborado e divulgado pela Sustainable Development Network Solutions indica que Portugal alcançou um índice de 69.95 pontos em 100 na execução dos 17 objetivos do desenvolvimento sustentável (ODS) da ONU, em 2023. A média dos 34 países avaliados é 72 pontos.

O relatório indica que apesar da trajetória positiva de alguns ODS, nenhum foi ainda alcançado em Portugal. Na verdade, apenas três registam uma evolução positiva. Em sentido contrário, a Sustainable Development Network Solutions revela que dois dos ODS estão a piorar e quatro estão a estagnar no seu ritmo de execução. Os restantes continuam a evoluir no bom sentido, mas a um ritmo mais lento.

5ª edição do Relatório de Desenvolvimento Sustentável da Europa 2023/24.Sustainable Development Solutions Network

Em matéria de combate à pobreza (ODS 1), acesso à água potável (ODS 6) e redução de desigualdades (ODS 10), o relatório informa que estes objetivos registam tendências de crescimento na concretização dos objetivos previstos na Agenda 2030 das Nações Unidas, ainda que sejam apontadas “algumas dificuldades” na sua execução.

A nível do bem-estar e saúde (ODS 3), educação de qualidade (ODS 4), igualdade de género (ODS 5), acesso a fontes de energia limpas para todos (ODS 7), qualidade de emprego e trabalho digno para todos (ODS 8), inovação das infraestruturas e indústria (ODS 9), cidades e comunidades sustentáveis (ODS 11) e fortes parcerias para o desenvolvimento sustentável (ODS 17), o relatório indica que os progressos são “moderados” e que na maioria deles as dificuldades “persistem”.

Sem qualquer tipo de evolução desde do último relatório encontram-se os objetivos ligados ao consumo e produção responsável (ODS 12), vida marítima (ODS 14) — que enfrenta “grandes desafios” — e paz, justiça e instituições eficazes (ODS 16). E a recuar, no sentido desejável, encontram-se os objetivos de combate à fome (ODS 2) e a vida na terra (ODS 15).

A liderar o ranking, surgem países como Finlândia, Suíça e Dinamarca, os três com uma média de 80 pontos no índice, enquanto a Turquia e a Bulgária ocupam as últimas duas posições com menos de 60 pontos. A média dos 34 países avaliados é 72 pontos.



02/03/2024 13:22:39