"Governo está preocupado" e quer implementar medidas no combate à criminalidade

Vídeo

O Relatório da Administração Interna de 2023 ainda está em elaboração, mas os primeiros dados indicam um aumento do crime de tráfico de pessoas e uma crescente violência das redes criminosas. A ministra da Administração Interna (MAI), Margarida Blasco, diz que está a estudar como vai implementar as orientações estratégicas.

“Um crime é um crime. para nós se não existisse seria o ideal, não sendo assim, precisamos de cuidar de todos os crimes. O Governo está preocupado”, afirmou Margarida Blasco.

Declarações feitas após a conclusão de um estudo nacional, que incluiu entrevistas a 90 pessoas, sobre vítimas de exploração sexual - um fenómeno nacional e internacional que exige medidas de apoio continuado.

“O processo de apoio deve demorar no mínimo”, esclarece Marlene Matos, professora associada da Universidade do Minho, alegando ser necessário suporte médico na “saúde física e mental”, além de “apoio social e financeiro”.

Uma das medidas passa pelo aumento do número de salas de atendimento especificas em todo o país.

Serviço militar como pena alternativa para jovens

Relativamente à sugestão do ministro da Defesa, de serviço militar para quem comete pequenos delitos, Margarida Blasco concordou com Nuno Melo. Também a Bastonária da Ordem dos Advogados admite a possibilidade, mas como pena substitutiva.

O ministro da Defesa defendeu que o serviço militar poderia ser uma alternativa para jovens que cometem pequenos delitos em vez de serem colocados em instituições.

21/06/2024 05:01:17