MAI a favor de Serviço Militar como pena alternativa

Aministra da Administração Interna concordou hoje que o Serviço Militar poderia ser uma alternativa para jovens que cometem “pequenos delitos”, tal como defendeu o ministro da Defesa.

Em declarações no final do seminário de encerramento do Projeto Melhorar os sistemas de prevenção, assistência, proteção e (re)integração para vítimas de exploração sexual, Margarida Blasco disse que o ministro da Defesa, Nuno Melo, “obviamente falou em nome de todo o Governo”.

“Aquilo que temos de admitir é que, em todas as soluções, é intenção do Governo implementá-las, adaptá-las aos atuais contextos que, como sabem, são muito exigentes”, referiu a ministra.

A declaração da ministra surge após Nuno Melo ter defendido, na Universidade Europa, uma iniciativa de formação política do PSD, que o serviço militar poderia ser uma alternativa para jovens que cometem pequenos delitos em vez de serem colocados em instituições que, “na maior pare dos casos, só funcionam como uma escola de crime para a vida”, ao mesmo tempo que afirmou não haver condições políticas para voltar a impor o Serviço Militar Obrigatório.

Igualmente presente na cerimónia, que decorreu no Ministério da Administração Interna, a bastonária da Ordem dos Advogados disse não estar a analisar o assunto, mas deixou claro que o “serviço militar obrigatório não faz sentido nenhum”.

21/06/2024 05:09:58