UE | "Melhor resposta aos riscos de branqueamento de capitais e de financiamento do terrorismo"

Luta contra o branqueamento de capitais e o financiamento do terrorismo: Comissão avalia os riscos e apela a uma melhor aplicação das regras

 

A Comissão Europeia adotou, a 24 de julho de 2019, uma comunicação e quatro relatórios que ajudarão as autoridades europeias e nacionais a dar uma melhor resposta aos riscos de branqueamento de capitais e de financiamento do terrorismo. A Comissão Juncker estabeleceu regras rigorosas da UE na quarta e quinta diretivas relativas ao branqueamento de capitais e reforçou o papel de supervisão da Autoridade Bancária Europeia. Os relatórios sublinham a necessidade da sua plena aplicação, salientando que é ainda necessário colmatar uma série de deficiências estruturais na aplicação das regras da União em matéria de luta contra o branqueamento de capitais e o financiamento do terrorismo. O pacote apresentado servirá de base para futuras opções políticas sobre a forma de reforçar o quadro da UE em matéria de luta contra o branqueamento de capitais.

Pode consultar (em anexo, em inglês) a comunicação da Comissão e os quatro relatórios apresentados que versam sobre:

• Avaliação dos riscos supranacionais dos riscos de branqueamento de capitais e financiamento do terrorismo que afetam a União

• Relatório de avaliação do quadro de cooperação das Unidades de Informação Financeira (UIF) com países terceiros e obstáculos e oportunidades para reforçar a cooperação entre as unidades de informação financeira na UE

• Relatório de avaliação das condições e das especificações e procedimentos técnicos para garantir a interconexão segura e eficiente dos registros das contas do banco central e do sistema de recuperação de dados

• Relatório de avaliação de casos recentes de branqueamento de capitais envolvendo instituições de crédito da UE

 

01/04/2020 12:34:11